pelos encravados

Pelos encravados na barba: como evitá-los e como removê-los?

Os pelos encravados na barba são uma das principais reclamações dos homens e, por falta de conhecimento no assunto, eles acabam não sabendo os principais motivos para os pelos encravarem e como evitar que isso aconteça. A boa notícia para o barbudo é que existem soluções fáceis e práticas para deixar a pele do rosto livre destas bolinhas que acabam atrapalhando o barbear, deixando a pele irritada e com lesões.

Continue a leitura e aprenda como os pelos encravados surgem na barba, como evitar o aparecimento deles e o que fazer quando existe um fio encravado.

Boa leitura!

Por que os pelos da barba encravam?

O pelo da barba encrava após o seu nascimento de forma errada no folículo piloso, isso pode desencadear duas situações: ou ele se curva e volta para o lugar de origem, ou ele não tem força para passar pela superfície da pele.

Isso acontece devido vários fatures, inclusive a hábitos errados na hora de barbear: dependendo de como a lâmina corta o pelo ele fica mais afiado do que o normal e quando ele cresce acaba por machucar a pele dando início ao processo de encravamento.

Então começa o sofrimento: a inflamação tem início, as bolinhas amareladas ou avermelhadas aparecem e junto com elas a dor e a coceira se instalam. A esse processo inflamatório é dado o nome de pseudofoliculite. 

Esse processo costuma acontecer com mais frequência em homens que possuem os pelos mais encaracolados, já que o formato curvado desses fios faz com que eles tenham mais dificuldade em irromper a superfície da pele, aumentando as chances de encravarem. Os pelos mais fininhos do rosto também tendem a encravar com mais facilidade, já que eles não possuem força suficiente para nascer.

A situação pode piorar quando bactérias penetram no pelo inflamado e deixando as bolinhas com uma aparência bem pior que e provocando mais dor. Esse processo infeccioso é chamado pelos dermatologistas de foliculite, e é desencadeado por hábitos como o de cutucar o pelo encravado achando que assim ele será desencravado. Acontece que isso abre um machucado no lugar e acaba sendo a porta de entrada para bactérias que causarão a infecção.

Por isso, é muito importante manter o rosto sempre limpo e não tentar tirar os pelos encravados da barba de qualquer jeito e com as mãos sujas. Mais adiante daremos algumas dicas de como fazer para desencravar os fios sem provocar uma infecção e piorar a situação, continue a leitura!

Como evitar pelos encravados na barba?

Como evitar o surgimento de algo tão incômodo e que parece não ter solução é a dúvida que muitos homens possuem. Os métodos para diminuir a aparição dos pelos encravados na barba são bem fáceis e devem fazer parte dos seus hábitos diários, já que não tomarão muito tempo. 

Seguem algumas dicas que podem te ajudar a prevenir pelos encravados:

Limpeza da pele

Manter a pele do rosto sempre limpa é o pontapé inicial para evitar o surgimento dos pelos encravados. Se você tem muita tendência a ter esse problema, sugerimos usar sabonetes de limpeza para pelo oleosa ou com acne, já que eles possuem em sua fórmula o ácido salicílico que é um eficaz antiinflamatório e secativo.

Esfoliação

O acúmulo de células mortas na pele do rosto também pode dificultar a saída dos pelos e causar o encravamento. Os produtos esfoliantes possuem partículas que fazem uma abrasão na pele, retirando as células mortas e preparando a pele para o barbear. Para ter um bom resultado, é importante usar produtos específicos para a pele do homem que costuma ser um pouco mais grossa e oleosa. Faça o processo de esfoliação pelo menos duas vezes na semana.

Barbeação correta

Bons hábitos na hora de fazer a barba podem ajudar a diminuir o aparecimento de pelos encravados e também causar menos irritação na pele. Confira os cinco passos de um barbear impecável:

  1. Para começar, antes de fazer a barba lave o rosto com água morna – ela vai fazer com que os poros sejam abertos e os pelos fiquem mais maleáveis, facilitando o barbear;
  2. Nunca faça a barba com o rosto seco, é importante sempre utilizar espuma ou gel de barbear para que a lâmina deslize no rosto com mais facilidade;
  3. Na hora de fazer a barba, procure não esticar a pele do rosto com a mão. Esse hábito faz com que a lâmina corte o pelo muito rente à pele, o que, posteriormente, irá dificultar o crescimento dele. Também não passe a lâmina duas vezes no mesmo local, isso causa irritações na pele;
  4. Certifique-se de que está passando a lâmina no sentido do crescimento do pelo, nunca ao contrário;
  5. Utilize sempre loções pós-barba, elas têm função anti-séptica e impedirão que aconteça algum processo inflamatórios nos microcortes que eventualmente podem ter surgido após o barbear. Evite produtos que contenham álcool, pois eles irritarão a pele.

Além desses hábitos, também é importante trocar a lâmina de barbear com regularidade. Um aparelho de barbear sem corte machucará a sua pele e provocará o aparecimento de mais pelos encravados na barba.

O pelo encravou, e agora?

A primeira coisa que você faz quando vê um pelo encravado na barba é cutucar ele? Já explicamos que esse hábito só piora a situação, abrindo porta para a entrada de bactérias que causarão uma infecção no local. Mas o que fazer quando o encravamento acontece? O mais recomendado é ter paciência e esperar o pelo crescer um pouco mais, assim ficará fácil usar uma pinça para retirá-lo pela raiz, incentivando novamente o seu crescimento.

Após realizar a retirada do fio encravado, lave bem o rosto com um sabonete antiséptico para evitar que qualquer processo inflamatório tenha início no local.

Evitar o encravamento dos fios é apenas uma questão de mudança de hábitos, com paciência é fácil resolver esse problema. Caso você apresente pelos encravados na barba com muita regularidade, é melhor procurar um médico dermatologista para solucionar o transtorno. 

Quer receber conteúdos exclusivos gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.